Loading...

ANUNCIE

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Reportagem Especial: Piloto de Avião, conheça a profissão


A carreira de piloto de avião é um sonho que persegue muitos brasileiros, agora com o mercado nacional aquecido, está motivando aqueles que deixaram seu sonho de lado voltarem a pensar na carreira. No mês de junho/2010 foi anunciado pela ANAC um crescimento de 16,81% no mercado de aviação doméstica no Brasil. Sem dúvida nenhuma, é uma profissão muito promissora, que promete altos salários e uma vida sem rotina.
O mercado de trabalho atualmente oferece oportunidades para todos, desde o mais qualificado até o aluno que acabou seu curso de PC no Aeroclube.

A idade pode ser um obstáculo para iniciar a carreira, porém depende muito do capital que se tem para investir na sua profissionalização e tempo disponível para acumular as horas de vôo (aproximadamente 150hs) necessárias para tirar o breve de Piloto Comercial.
Por exemplo, uma pessoa ao iniciar na aviação com 35 anos de idade, pode ser tarde para fazer carreira em uma companhia área, porém existem grandes oportunidades no mercado de aviação executiva. Se estiver com 35 anos de idade, puder investir dinheiro para tirar as carteiras de PP e PC dentro de um curto prazo(um ano e meio), pode até tentar entrar em uma empresa aéra. A AZUL atualmente não tem como regra a quantidade de horas de vôo acumuladas, mas é bom lembrar, que para isso precisa ter ICAO 4 no mínimo e se tiver faculdade, as chances aumentam no processo seletivo.
Já para a aviação executiva, a idade pode ajudar o piloto que iniciou um pouco mais tarde, geralmente quando se começa a profissão aos 35 anos, provavelmente ja fez uma faculdade, pode ter uma boa fluência em inglês e até mesmo ter um conhecimento melhor de como as coisas funcionam no mercado de trabalho. Tudo isso pode ajudar na hora da contratação por um dono de avião particular ou até mesmo um taxi aéreo.

Para quem é jovem, tem por volta dos seus 20 anos de idade, o futuro é muito promissor. Com o Brasil na lista de grandes eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas nos próximos anos, a tendência é de que o mercado acabe absorvendo a maior parte dos pilotos que estão hoje em formação.

Dedicação na Carreira.
A carreira de Piloto exige muita dedicação, estudo, disciplina e planejamento para atingir seus objetivos. Não é regra, mas geralmente segue o caminho natural da profissão, primeiro tira o breve de PP(Piloto Privado )com no mínimo de 40 horas de vôo, depois precisa de mais 110hs aproximadamente para tirar a licença de PC/IFR. Tudo isso é apenas o começo, pois pode tentar ingressar como copiloto na aviação executiva ou fazer o curso de INVA(instrutor de vôo) para acumular as horas e também experiência. Geralmente grandes companhias aérea pedem 1.000hs para quem tem nível superior ou 1.500hs para quem não tem.
Provavelmente você já gastou uns 2 anos até agora, mas ainda não acabou, é preciso fazer um teste de proficiência da língua inglesa e obter no mínimo o ICAO 4, que vai permitir você voar como piloto internacional, ou simplesmente critério no processo de seleção de empresas como Gol e TAM. 
Após tudo isso e ter conseguido passar no processo de seleção de alguma empresa, vai ainda fazer o Groud School, que leva mais um mês de estudo, para aprender tudo sobre a operação da aeronvave que vai voar e ainda passar por teste no simulador para ser aprovado e contratado. Ufa! agora você está empregado e vai começar a voar como copiloto, o salário inicial varia em torno de R$ 2.000 a R$ 3.000, mas sua rotina acabou, pois vai viajar bastante e curtir o fruto de tanta dedicação.

Nunca desista de um sonho, mas tenha objetivos para atingir e um plano B caso alguma coisa saia errada.

Investimento na Carreira:

Piloto Privado de Avião

Curso Teórico:
Os estudos para este curso poderão ser realizados "por conta", não obrigando o aluno a freqüentar uma escola homologada. Em escola homologada: Curso composto por 5 matérias e com duração média de 4 meses. R$ 1.000,00

Banca teórica da ANAC, Inscrição para as 5 matérias R$ 250,00.

Curso Prático:
Para poder voar, é obrigatório o piloto-aluno possuir o CCF (Certificado de Capacidade Física).
É obtido pelas juntas de saúde da aeronáutica ou em clínicas credenciadas pela ANAC.
CCF Exame inicial de segunda classe R$ 301,50.

Hora de vôo:
Para obter o CHT (Certificado de Habilitação Técnica), o piloto-aluno precisa cumprir um programa de curso composto por 40 horas.

As aeronaves mais comuns e seus valores (estimado por hora voada) são:

Avião Paulistinha: R$ 210,00

Avião Aeroboero: R$ 210,00
Avião Cessna 150: R$ 260,00
Avião Cherokee: R$ 260,00

Prova prática (cheque):
Realizadas as 40 horas de treinamento, é hora de solicitar o vôo de cheque, geralmente com duração de uma hora e realizado por um checador credenciado da ANAC. Para solicitar este vôo é necessário o preenchimento da CIV (Caderneta Individual de Vôo) com as horas voadas além de pagar uma taxa para a Agência. Emissão de Licença para PP: R$ 100,00

Exemplo de investimento estimado considerando o curso de piloto privado de avião, aeronave paulistinha:
Teoria: R$ 1.584,90
Prática (41h, incluída hora de cheque): R$ 7.397,00
CCF + CHT (licença) + CIV: R$ 431,50

Total: R$ 9.413,40

Piloto Comercial de Avião

Curso Teórico:
Os estudos para este curso NÃO poderão ser realizados "por conta", ou seja, é obrigatória a presença do  aluno em escola homologada. Como no PILOTO PRIVADO, o curso é composto por 5 matérias e com duração média de 4 meses R$ 1.200,00

Banca teórica da ANAC: Inscrição para as 5 matérias R$ 250,00.

Curso Prático:
Para poder voar, é obrigatório o piloto-aluno possuir o CCF (Certificado de Capacidade Física).
É obtido pelas juntas de saúde da aeronáutica ou em clínicas credenciadas pela ANAC.
Mesmo tendo a carteira de segunda classe (PP - validade de 2 anos), é necessário fazer outra INICIAL para obtenção da de PRIMEIRA CLASSE (PC - validade de 1 ano).
Pergunta: Por quê, então, existe a de segunda classe se as duas servem para pilotos? Resposta: As juntas informam que os exames para PC são os mesmos porém mais "exigentes"!

CCF
Exame inicial de primeira classe.
R$ 301,50

Hora de vôo:
Para obter o CHT (Certificado de Habilitação Técnica) de Piloto Comercial IFR de Avião, o piloto-aluno precisa cumprir um programa de curso composto por 110 horas, sendo:

40 horas de vôo IFR.
70 horas como piloto em comando, incluindo navegação de 300 milhas e 5 horas de vôo noturno.

As aeronaves mais comuns e seus valores (estimado por hora voada) são:

Avião Paulistinha: R$ 210,00
Avião Aeroboero: R$ 210,00
Avião Cessna 150: R$ 260,00
Avião Cherokee: R$ 260,00
Avião Tupi (IFR): R$ 300,00
Avião Cessna 172 (IFR): R$ 340,00

Pra uma economia satisfatória, o piloto-aluno poderá realizar as navegações (ou todas 70 horas) em uma aeronave de custo menor, deixando somente as aulas de IFR para a aeronave homologada para tal.

Redução de horas (avião)
Se for habilitado PPL (planador), o total de horas pode incluir até 30 horas de vôo.
Se for habilitado PPH, o total de horas pode incluir até 40 horas de vôo.
Se for habilitado PCH ou PLAH, o total de horas pode incluir até 100 horas de vôo.
20 horas de vôo IFR poderão ser substituídas por 25 horas em simulador sintético.

Prova prática (cheque):
Realizadas as horas de treinamento, é hora de solicitar o vôo de cheque, geralmente com duração de uma hora e realizado por um checador credenciado da ANAC. Para solicitar este vôo é necessário o preenchimento da CIV (Caderneta Individual de Vôo) com as horas voadas além de pagar uma taxa para a Agência. Emissão de Licença para PC: R$ 115,00

Total: R$ 21.000,00
Fonte: Mundo Aviação Brasil

1 comentários:

Gabriella disse...

muiito bom logo logo eu ireei fazer o curso de piloto comerciiaal serei mais uma mulher futuramente no comando da gol ou da tam *---*

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Lady Gaga, Salman Khan